Quem Somos

Quem Somos

O Programa Nacional Abelhas Nativas (PNAN) é um programa de longo prazo (10 anos) voltado para a conservação das abelhas autóctones (nativas). O PNAN, baseado no Departamento de Biologia da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), conta com a participação de dezenas de colaboradores, entre pesquisadores, estudantes, gestores públicos e produtores rurais e tem como Gerente de Programa o Prof. Dr. Murilo Sérgio Drummond.

Oriundo da experiência microrregional do Projeto Abelhas  Nativas (PAN), no Maranhão (em desenvolvimento há 15 anos), em parceria conjunta da Universidade Federal do Maranhão com a Associação Maranhense para a Conservação da Natureza (AMAVIDA), o programa foca-se na valorização das abelhas nativas, em todo o mundo, contrapondo-se à economia clássica e defendendo a economia ecológica.

O programa visa despertar a atenção para a conservação das abelhas nativas (incluindo as solitárias e as eussociais sem ferrão) o que implica nas seguintes estratégias:
1) alertar sobre a expansão descontrolada da apicultura intensiva em regiões onde esta prática não é tradicional e que pode levar ao empobrecimento dos ecossistemas principalmente nas regiões norte, nordeste e centro-oeste.
2) desenvolver formas de estimular o uso sustentável das abelhas autóctones pelas comunidades tradicionais como meio de assegurar a sua conservação e a sustentabilidade dessas comunidades.
3) Incentivar o uso dos produtos derivados, seja na área de alimento, medicinal e de cosméticos assim como na função de polinização e produção de frutos,
4) estimular pesquisas científicas e o acesso democrático às informações que permitam  melhorar ou encontrar uma melhor função socioambiental para estas abelhas.

Após experiências na última década ficaram evidentes três fatores que constituem fortes entraves para o alcance dos objetivos propostos:

1)  O desconhecimento científico de aplicabilidade necessário ao uso das mesmas;

2) A tradição cultural vigente que cultua modelos de referencia que se baseiam na abelha africanizada;

3) A falta de vias estruturantes necessárias à conservação e ao uso econômico dessas abelhas, incluindo normas legais e protocolos adequados às mesmas.

natmel_todos